30 de nov de 2016

Mulher comete suicídio na cidade do Rio de Janeiro

Suspeitas indicam que a mulher cometera o suicídio por sofrer perseguição

No dia doze (12) de julho de 1892, foi encontrado o corpo de Bertoleza da Silva, 35, na cozinha de um armazém, localizado na cidade do Rio de Janeiro, esfaqueado na região do abdômen.
De acordo com testemunhas, Bertoleza teria praticado suicídio por acreditar que estivesse sendo perseguida. Segundo o testemunho, Bertoleza estava escamando peixes quando cometera o ato: “Percebi o movimento estranho dentro do armazém. Havia um homem alto, junto aos policiais, andando pelas redondezas e vi os mesmos entrarem no local. Não demorou muito para o dono do lugar sair correndo, pedindo ajuda. Quando fui até lá, a mulher já estava morta e com a barriga cortada” diz Jerônimo Oliveira, 38, testemunha do ocorrido.

O homem ainda afirma que Bertoleza sempre dizia sofrer perseguições de seu antigo patrão, e que nunca falava o motivo. Esse relato ainda está sendo apurado pela polícia que busca pelo suspeito.
Jornalista:
Larissa Hanako Suzuki 

Nenhum comentário:

Postar um comentário