4 de ago de 2016

Gil Vicente

Primeiro Autor

Mês de Agosto

Gil Vicente (1465-1537)

        Considerado o primeiro grande dramaturgo português, suas peças de caráter moralizante, ou seja, que procuravam usar como temas os comportamentos condenáveis e enaltecer as virtudes. Usava sempre a religião Católica como base para identificar as virtudes humanas. E não é para menos, o contexto em que ele estava inserido era de profunda presença, até mesmo política da Instituição. Embora em suas obras como Auto da Barca do Inferno, faça algumas críticas a algum personagem do clero, estas não tinham como objetivo atacar a Instituição Católica, mas sim condenar o sujeito.

        O teatro Vicentino Não faz nenhuma distinção entre os segmentos da sociedade. Colocava no centro da cena erros tanto de ricos como de pobres, nobres e plebeus, muitas vezes realizando denúncias como a da exploração do povo pelos fidalgos percebido na peça Auto da Barca do Inferno, ou ainda ridicularizar o interesse de velhos por mulheres mais jovens como ocorre em O Velho da Horta.

       Abaixo segue um pedaço da conversa do Parvo com o Diabo da obra Auto da Barca do Inferno* para inspirá-los:

PARVO 
Oh desta! 

DIABO 
Quem é? 

PARVO 
Eu sou. É esta a nossa naviarra?

DIABO 
De quem? 

PARVO 
Dos tolos.

DIABO 
Ah! Vossa. Entra! 

PARVO 
De pulo ou de voo? 
Oh! Pelo pesar do meu avô! (dor, choro) 
Resumindo: Vim a adoecer 
E em má hora fui morrer, 
E nela, para mim só.

DIABO 
E de que morreste? 

PARVO 
De quê? Acho que de caganeira. 

DIABO 
De quê!? 

PARVO 
De caga merdeira! Que má rabugem que te dê!

*Acesse a obra completa em: Auto da Barca do Inferno 

         Bem, como podem ver, o ponto central das obras de Gil Vicente é a denúncia da intemperança e o enaltecimento das virtudes. Tendo este ponto como foco, selecione uma pessoa que esteve ou ainda está em destaque na mídia e elabore um trecho de diálogo entre essa personagem e o Anjo e/ou o Demônio (donos de barcos que levariam as almas ou para o céu ou para o inferno e ícones das obras: Auto da Barca do Inferno Auto da Compadecida) revelando virtudes e ou intemperanças dessa personagem e defina seu destino. Usem a criatividade, e tentem ativar o lado cômico de toda a situação.

2 comentários:

  1. Que ótima sugestão!
    Que tal uma conversa entre o Diabo e o Temer?

    ResponderExcluir
  2. Seria legal ver como seria colocar uma das divas pops neste enredo. Para onde iriam?

    ResponderExcluir